live, laugh, love.
A vida é complicada, as garotas são cruéis e os homens são mais simples do que parecem. Constantemente estressada, calculista, com desinteresse social e ironia na ponta da língua. De sonsa só a cara, mas choro atoa. Acredito no amor, mas na maioria das vezes os finais felizes custam caro. A saudade dói, mais a verdade dói muito mais. Muito prazer, Mariana Ravelli. Entre e seja bem vindo, só não faça bagunça e barulho. Você não vai querer me ver irritada.

Presa em meu vazio o silencio ecoa na solidão
Sinto-me confusa em meio a tanta opressão
Não sei quem sou, muito menos o que quero
Só sei que presencio uma metamorfose,
E não consigo esconder o que realmente quero
Não vou mais brigar com minhas emoções
Não vou sufocar meus desejos
No meu íntimo existe um conflito entre dois seres, 
Um calmo e sereno outro estridente como um trovão
Um é a menina que fui pacata e serena
O outro é a mulher que chegarei a ser, 
Essa ainda não conheço, 
Mas percebo que é audaciosa e destemida
Um tanto tímida e ao mesmo tempo atrevida!
Enfim o ser que se forma é uma mescla dessas duas mulheres 
Mulheres, que não conheço, mas que habitam meu perturbado ser.
Mulheres que precisam se harmonizar para que eu enfim possa viver!

Sorte minha as lágrimas não terem cor, senão sairiam por aí pintando as ruas, as esquinas, as cidades, o mundo.
Importunos.    (via vivificare )